sábado, 20 de novembro de 2010

Além de linda ...

Dei um fim
A todos os meus emblemas
À minha carreira de amazona
À minha liberdade soberana

Te dou meu corpo, minha alma e
meu crisântemo
Porque sou sua

Você é meu senhor, você é meu querido
Você é minha orgia
Você é minha loucura, minha mistura
Você é meu pão consagrado
Meu príncipe encantado
Sou sua

Cuidado, sou italiana
Vou desanimar as mulheres
Vou amordaçar as belas sereias
Eu que sempre brinquei com fogo
Ardo por você como uma pagã
Eu que fazia os
homens dançar
Me dou a você
inteiramente

...........................................................

Trecho de Ta Tienne, a canção que Carla Bruni escreveu para Nicolas.





Não sei se a tradução é boa, mas gostei mesmo assim...

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Detalhe I


A imagem a seguir é o detalhe de uma pintura que fará parte da próxima exposição. A partir de agora publicarei assim, detalhes, para atiçar a imaginação, convidar ao jogo de completar a imagem através do texto criado para ela.

Morro de vontade de mostrar a tela inteira, mas tenho que preservar o indeditismo para a exposição. Desta forma, mostro um pouco, escondo outro tanto e aí está: inventei o "tira-gosto" de arte.




Envolta em lilás
no esconderijo da solidão
Entre a luz e a sombra
Torres cinzas
Altas nuvens
A escuridão convida
ao sono do esquecimento
Virando a página
deixo para trás o porto seguro
onde ancoro os meus naufrágios
Restos, escombros, tesouros
Segredos que só um sábio
arqueólogo de sonhos
poderá desvendar